terça-feira, 7 de dezembro de 2010


A minha criação é baseada em um mundo de duas faces e complementares . Dependendo do ponto de vista, podemos interpretar de maneiras diferentes alguns elementos, como: as folhas da árvore e as nuvens. A estátua e a árvore foram vetorizadas. O mesmo com uma maçã e depois multiplicada. A imagem de fundo está com tal efeito graças ao "rastrear bitmap".

Fairytale


Resolvi criar um mundo de fantasias onde os sonhos viram realidade
. Inspirei-me na imagem principal que é um castelo no tronco da arvore. Como parecia um castelo de contos de fadas resolvi incorporar elementos que ampliassem esse significado, assim coloquei o barco que navega nas nuvens e cujas velas são flores, as flores na arvore como se fossem luzes, o moinho de vento que a hélice é uma borboleta, a fada tocando flauta sentada na lua e o unicórnio. Usei o Corel para vetorizar as imagens usando a ferramenta de rastreio de bitmap e usei a ferramenta forma pra fazer ajustes nas imagens!
Para esta composição procurei fazer algo mais simples em questão de detalhes e realismo, porém chamativo pelos contrastes de cores presentes.

A tarefa era fazer algo surreal, fiz um personagem humanóide segurando algo esquisito. São elementos de que gosto e costumo usar em meus trabalhos. O personagem e a situação em si já são surreais.

A intenção foi fazer algo similar ao pop art, repetições gráficas, cores fortes e caricato.

Usei formas geométricas e a ferramenta caneta do Adobe Illustrator para compor tudo. Só o básico.

Para gerar tal composição surrealista tive como inspiração a psicodelia dos anos 70. E ligado a isso utilizei meu gosto pela revista Vogue que apresentava na capa Vanessa Paradis. Usei as engrenagens, balão e árvores para expressar a ideia da expansão da mente.

Yeah!


Ligado ao surreal, busquei unir elementos que apresentassem diferenças entre si, e que unidos resultassem em uma composição que fugisse da realidade.

O garoto e o Dragão.




Para chegar a imagem final, utilizei o programa Adobe Photoshop para tornar as figuras em preto e branco, procurando não utilizar tons de cinza. Depois, vetorizei as imagens com o Corel Draw. A composição, mostra um garoto brincando e sorrindo, mesmo com a explosão causada pelo fogo do Dragão. E a flor, mesmo indefesa, sobrevivendo a tudo isso.

Erick Attos

Eruption


Nessa composição, que teve como tema o surrealismo, procurei representar mais um tema que me agrada, que são os vulcões. Para compor a imagem, pensei num lugar que seria inusitado ter um vulcão e algo estranho e absurdo para ele expelir.

Decidi, então, miniturizar um vulcão e colocá-lo na palma da mão de uma pessoa. Fazê-lo expelir exatamente as letras que formam a palavra 'eruption' (erupção em inglês) foi outra adição interessante que pensei.

Para dar um toque final, foram distorcidas as palavras "eruption" para que elas ficassem o mais parecido com o formato de uma erupção, que deu um toque muito interessante a peça.